Postagens

Sejam Bem-vindos!

Há muito tempo tenho o desejo de escrever minhas reflexões acerca dos acontecimentos do mundo atual. Não sou um pensador ou filósofo, tampouco sou um jornalista! Sou apenas uma pessoa comum, mas isso não me impede de ter minha opinião a respeito de tudo o que acontece ao meu redor. Meu objetivo, neste blog, não é ensinar as pessoas que vierem a ler os textos que publicarei aqui, mas expor meus argumentos e minha opinião, e gerar um debate saudável, visando o crecimento intelectual de todos os envolvidos. Sejam todos bem vindos!

Quem lacra não lucra, não aprenderam ainda?

Imagem
  A expressão "quem lacra não lucra" surgiu depois que grandes empresas, influenciadas por seus marqueteiros progressistas de cabelos coloridos, passaram a querer influenciar o comportamento dos seus clientes, não o comportamento de consumo, mas o comportamento social, através da associação de suas marcas a determinadas pautas. Na maioria das vezes, são pautas progressistas, que atacam diretamente os valores da maioria da população, e atendem demandas de grupos minoritários. O que mais me impressiona nestas ações de marketing empresarial, é que as grandes empresas investem milhões em campanhas publicitárias que atendem apenas grupos minoritários, defendendo posturas contrárias às da maioria da população. Será que realmente vale a pena tal postura por parte das empresas? Creio que até certo tempo atrás era vantajoso sim. Pois o consumidor brasileiro tinha um perfil bem diferente do que tem hoje. Havia uma fidelidade a certas marcas, mesmo com seus produtos/serviços sendo m

Três anos de blog: O Brasil e o mundo não são o que gostaríamos que fossem!

Imagem
  Há exatos três anos, eu dava início a este blog, com o objetivo de expressar as minhas opiniões acerca de assuntos diversos, mas principalmente sobre assuntos ligados à política. Agradeço, de coração, a todos aqueles que me acompanharam ao longo deste período, e espero que possamos prosseguir juntos por muito tempo ainda! Naquele tempo eu não poderia imaginar que nestes três anos passaríamos por tudo o que passamos. Talvez nem mesmo os autores de ficção conseguiriam imaginar um cenário que, infelizmente, hoje é real. Comecei a escrever logo após a posse do presidente Jair Bolsonaro, e assim como milhões de brasileiros, eu tinha a esperança de que finalmente nosso país começaria a viver o seu grande destino. Somos um país de grande potencial, sempre fomos chamados de "o país do futuro", e acreditávamos que finalmente o futuro havia chegado para nós. Mas as coisas não ocorreram como imaginávamos. Traições, punhaladas nas costas foram acontecendo e gente revelando o verdad

O Homem moderno está desaprendendo a pensar!

Imagem
  Creio que a maioria das pessoas que lerem este artigo conhecem o argumento que afirma que as informações produzidas atualmente pela nossa civilização dobra em um curtíssimo período de tempo. Embora seja muito positivo constatar que o conhecimento está sendo produzido numa proporção cada vez maior, há uma aparente contradição, pois o Homem moderno está gradativamente perdendo a sua capacidade analítica, de pensar e de produzir conhecimento. Então como é possível dobrar tão rapidamente a quantidade de informação e   conhecimento produzido, se as pessoas estão cada vez pensando menos? E outra pergunta, igualmente importante: quem está produzindo e quem está utilizando este conhecimento produzido? Para compreender o raciocínio que estou propondo com este artigo, precisamos retornar no tempo, uns quinhentos anos aproximadamente, para analisarmos como era produzido e disseminado o conhecimento. Naquela época, devido à alta taxa de analfabetismo, eram poucas as pessoas capazes de aces

Tempos difíceis

Imagem
Biblioteca Nacional - Rio de Janeiro Primeiramente, gostaria de agradecer aos amigos leitores, pois os acessos ao blog permaneceram mesmo com este período sem atualizações. E peço desculpas pela falta de atualizações, mas nos últimos meses foi complicado arranjar tempo, e principalmente inspiração, para escrever. Temas não faltaram, nossa sociedade tem sido pródiga em fornecer matéria-prima para aqueles que gostam de escrever análises. Nestes últimos dias de 2021, gostaria de escrever a respeito da percepção que tenho a respeito do futuro da nossa sociedade. Desde que retornei ao Brasil, em setembro de 2020, depois de mais de duas décadas vivendo fora, passei a redescobrir a nossa sociedade. Mesmo em constante contato através das redes sociais e demais meios de comunicação, não tive como perceber as mudanças pelas quais a nossa sociedade passou ao longo dos últimos anos. Nós conservadores, costumamos dizer que lutamos pelos nossos valores, pelos nossos costumes e por nosso país, para p

As manifestações de 7 de setembro e a Nota Oficial do Presidente

Imagem
Eu sempre deixo claro a todos que eu não sou um jornalista. Sou apenas uma pessoa comum que como tantas outras, resolveu se aventurar no mundo político para ocupar um lugar no debate, o qual, creio eu, todo cidadão tem direito. Sempre deixo isto claro para não criar expectativas naqueles que vierem a ler os meus textos, pois sei bem como altas expectativas geram grandes frustrações. Esta foi uma das lições que aprendi nestes mais de dois anos que escrevo neste blog. Outra lição que aprendi diz respeito à maneira correta de se analisar os fatos, principalmente os fatos políticos. Para que possamos fazer uma análise mais próxima possível da realidade, não podemos apenas analisar um fato isolado, mas precisamos analisar os fatos que vieram antes, e que foram os seus causadores, e depois observar os fatos que vieram depois, para conhecer as suas consequências. Se não fizermos isso, corremos o risco de nos posicionar de maneira precipitada, o que minaria a nossa credibilidade junto aos leit

A questão institucional no Brasil

Imagem
  Praça dos Três Poderes - Brasília Qualquer pessoa que acompanhe as notícias sobre política, sabe que o país enfrenta uma grave crise institucional. E há duas vertentes nesta crise, sendo que uma diz respeito á crise verdadeira pela qual passa o relacionamento entre as instituições do Estado; e a outra diz respeito à narrativa criada e veiculada à exaustão, tentando manipular a opinião pública de forma a esconder das pessoas a crise verdadeira, permitindo que vejam apenas a crise fabricada, colocando a culpa na pessoa errada. As nossas instituições não funcionam a contento há décadas. Só chegamos até aqui, porque o establishment permite que as instituições funcionem com o mínimo de seriedade institucional, para manter o país funcionando. Não há nas instituições atuais, à exceção de parte do Poder Executivo federal, um trabalho sério e profissional, focado nas atribuições legais de cada instituição. A maior parte delas foi aparelhada pelos governos de esquerda, para que possam servir a

A prisão de Roberto Jefferson

Imagem
  Roberto Jefferson - Presidente Nacional do PTB  Nunca escondi a minha opinião acerca do ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. Já expus em um  artigo  aqui neste blog o que penso a respeito dele. Desde que escrevi aquele artigo, há quase um ano atrás, minha opinião a respeito dele pouco mudou. Na última sexta-feira, 13 de agosto de 2021, Roberto Jefferson foi preso por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que ainda determinou a realização de busca e apreensão de celulares, computadores e outros itens pertencentes a Jefferson. A prisão ocorre a pedido da Polícia Federal, em um inquérito que tramita no STF para apurar a atuação de milícias digitais, e Roberto Jefferson seria um dos responsáveis pela criação e coordenação de tal milícia. Como sempre deixo claro a todos, não sou da área do Direito. Mas nem é preciso sê-lo, para entender que algumas coisas estão estranhas nessa prisão. Primeiro, porque tal inquérito que investig